sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

a palavra

chega!
a poesia em inanição
não chega

no coração cego

palavras desafiadoras
desafiadas
cegas
por frieza enferrujam

os sentimentos cortantes
desconcertantes procuram palavras
as palavras nem sempre chegam
por fervura emudecem

até onde pode ir a palavra?

Renan Ramalho
Natal, 02.01.2009

4 comentários:

GABRIEL, gustavo disse...

A palavra só chega onde o coração alcança.

E onde vai teu coração?

lucas rolim menezes disse...

pra quê das minhas palavras?
silencio-me
somente

abraços

apulga disse...

meu caro amigo racional escreve poesias, a forma mais lírica de manifestação da alma. vc é curioso! mas um ótimo amigo!

Anônimo disse...

Renan,

Fiquei feliz em ter um sobrinho
tão talentoso.Que Deus te abençoe.
Continue com suas poesias que você
vai longe.Bjs! Fran Maria