quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Saúde, verdade, saudade


“Este é efetivamente um problema: afinal, por que a verdade? Por que nos preocupamos com a verdade, aliás, mais do que conosco? E por que somente cuidamos de nós mesmos através da preocupação com a verdade?"
M. Foucault
Quanta certeza

Tanta verdade


Quânticas certezas

tântricas verdades


O amor se por inteiro nunca dói

dói a permanente falta

por vezes se esquece a dor

saúde

meios amores lembram que existe amor inteiro

saudade


tantas meias verdades

todas cheirosas, saudáveis

me lembram que existe verdade inteira

Platão brinca com ela toda

Deus diz que é coisa séria



Por falar em paradigmas, andei pensando numas certas semelhanças não tão filosóficas... só pra descontrair:

Clique na imagem se quiser vê-la maior:


Renan Ramalho
04.02.10

7 comentários:

Flávio Américo disse...

Cara, seu poema me fez lembrar de duas coisas: priemiro, do argumento ontológico de Anselmo e retomado por muitos outros ao longo da história. É a primeira vez que vejo em poema, engano, existe um poema do C. S. Lewis (eu o conheço numa música,melhor dizendo, feita de um texto dele, q n sei se era em prosa ou em verso). Tb me fez lembrar da saudade eterna, tão cara a mim.

Excelente poema, Vinícius Ramalho, triplamente poeta

Tatiana Paz disse...

Sempre surpreendente, Savante!

Jéssica Régis disse...

Quanta verdade há neste poema, meu querido. E como é bom saber que o Amor Maior não rima com dor.

gosto dos teu escritos.


ah, e se me permite uma sugestão, coloca a montagem, que por sinal ficou muito boa, genial, em outra postagem... ;)

um beijo.

Pedro Grabois disse...

Fala doido!

Ow, show a poesia hein...
mas vc sabe o que me chamou muita a atenção? a citação do FOUCAULT auhuhaauha

vc sabe que trabalho com ele né? Já usei essa citação como epígrafe de texto meu...

O cara era fera!

Sigamos na Caminhada!

Abração!

Facundo disse...

faaaaaaaaaaaaaaaala men....

poema irádo cara!!!! E aquelas comparações, muito ilárias...

voltei ao mundo da blogagemmeu caro!

vou te visitar sempre!

grande abraço renan!

Naiana Carvalho disse...

chega a ser pecado a ausência de postagens recentes não acha? ;)

Xero, Vinícius!

Renan Ramalho disse...

hahaha. Vou tentar voltar a escrever.